Novena com a beata Alexandrina

SOYEZ LES BIENVENUS SUR LE SITE D'ALEXANDRINA

       

Novena
com a beata Alexandrina

 

A Vós grito, Senhor, meu rochedo: não fiqueis surdo à minha voz! (SL 27, 1)

A Vós gritaram e foram salvos; esperaram em Vós e não foram desiludidos. (SL 21, 6)

PRELIMINAR

Nenhum meio humano consegue libertar-me desta tribulação que me angustia há tanto tempo: invocarei o auxílio do Céu!

Mas sinto-me tão incapaz de encontrar as pala-vras para me dirigir directamente a Deus...

Recorrerei à intercessão da Venerável Alexan-drina, recordando quanto encontrei nos seus es-critos.

Num êxtase, Nossa Senhora disse-lhe:

"Que tu possas ser invocada através dos tempos … quando estiveres no Céu, como mártir das dores, para conforto e bálsamo das dores huma-nas." S (8-4-49)

E Jesus, também em êxtase:

"Escolhi-te para a felicidade de muitas almas." C (4-10-34)

Farei agora uma novena à Venerável Alexandrina.

Ó Venerável Alexandrina, também eu te invoco: acompanha-me nestes nove dias!

Jesus disse-te:

"A dor não pode separar-se do amor. Ai daquele que sofre sem amar!" S (26-12-52)

Agora quero crer que me tornarei eu também uma daquelas almas que, crescendo no amor, atingem a felicidade já aqui nesta terra. E, para crescer no amor, quero aprender de ti. Ajuda-me!

Vou pôr-me em atitude humilde diante de Deus e exprimir-me com as tuas palavras.

PRIMEIRO DIA

Ao aproximar-se de Deus, Infinito e Sumo Bem, a alma sente toda a sua pequenez e miséria.

ORAÇÃO DE ARREPENDIMENTO

"Chora, chora, minha alma! Que as tuas lágrimas e agonias sejam de dor por não teres amado a Jesus e tanto O teres ofendido. Chora, minha alma, chora, para que as tuas lágrimas movam Jesus à compaixão de me incendiar no seu divino amor e fazer-me enlouquecer por Ele!" S (16-1-48)

"Querida Mãezinha, faz que eu chore rios de lágrimas de arrependimento pelos meus tantos pecados, havendo contudo recebido tantos benefícios de Vós e de Jesus" C (8-4-49)

"Ao ver a minha ingratidão e a ingratidão do mundo, dizia: «Ó Jesus, não sei como já não deixastes o sacrário e voastes para o Céu, deixando-nos sozinhos na terra: o sol obedeceu-Vos e escondeu-se; a noite obedeceu-Vos e apareceu com o luar e as estrelas. Como tudo isto é belo! Que tristeza, só os homens Vos ofendem!» " C (8-10-41)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

SEGUNDO DIA

O arrependimento não tem valor se não é seguido de um forte propósito de emenda.

ORAÇÃO DE CONVERSÃO

"Tenho tantos desejos de me transformar e corrigir todos os meus defeitos, de ser só aquilo que Ele quer que eu seja!" C ( 19-2-40 )

"Jesus, corrigi-me nos meus defeitos; não permitais que eu Vos ofenda!" S (19-8-49)

Estou tão longe de ser perfeita, de usar com todos a caridade de Jesus! "Ajudai-me, meu Amor, a converter-me verdadeiramente a Vós. Tornai-me verdadeiramente semelhante ao Vosso divino Coração. Que ânsias eu tenho de amar-Vos e de amar o próximo!

Dai-me o Vosso amor, Jesus, dai-me o Vosso amor!" S (5-8-49)

"Ó meu Amado, transformai os meus gelos no amor mais ardente, para que Vós possais ser amado por todos os corações." C (23-7-40)

"Ó minha querida Mãezinha do Céu, ó Refúgio dos pecadores, dizei a Jesus que quero ser santa!" A (16)

"Meu Deus, meu Deus, que luta, que sofrimento, que combate …! A minha natureza a revoltar-se e a ansiedade de só querer a vontade do meu Senhor." S (22-6-51)

"Jesus, eu já não sou mais a mesma! Lembrai-vos do muito que Vos ofendi? Agora quero só amar-Vos!" C (25-9-41)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

Terceiro dia

O arrependimento e a vontade de conversão desembocam no pedido de perdão.

ORAÇÃO DE PERDÃO

"Ó Mãezinha, pedi perdão a Jesus por mim!

Dizei-Lhe que é o filho pródigo que volta a casa do seu bom Pai, disposto a segui-Lo, a amá-Lo, a adorá-Lo, a obedecer-Lhe e a imitá-Lo.

Dizei-Lhe que não quero mais ofendê-Lo.

Ó Mãezinha, obtende-me uma dor tão grande dos meus pecados, que seja tal o meu arrependimento que eu fique pura, que eu fique um anjo! Pura como fiquei depois do meu Baptismo, para que pela minha pureza mereça a compaixão do meu Jesus." A (17)

"Perdão, perdão, meu Pai, meu Pai e meu Criador! S (23-10-53)

Só por Vosso amor, só por Vosso amor estou aqui, Jesus, contrita e arrependida...

Dai-me o Vosso amor, dai-me o Vosso perdão, ó Jesus, ó Jesus, ó Jesus!"

"Ó meu Jesus, ó meu Jesus, perdão, perdão, perdão para os meus pecados!" S (13-11-53)

"Dai-me o Vosso amor, dai-me o Vosso perdão!

Dai-me o Vosso perdão, ó Jesus, ó Jesus, ó Jesus!" S (27-11-53)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

QUARTO DIA

Agora a alma pode elevar a sua súplica aflita.

ORAÇÃO DE SÚPLICA

"Jesus, tende piedade de quem sofre e não sabe sofrer, como eu!" C (13-12-39)

"Quem poderá viver assim, meu Jesus? Dai-me a Vossa graça, sem a qual a vida neste exílio é desespero, é morte." S (2-5-47)

"Jesus, acolhei as minhas súplicas, acolhei-as, acolhei-as! Jesus, não repareis se esta que Vos suplica é pobre, a mais pobre e miserável, mas recordai as Vossas divinas promessas e a Vossa exigência ao mandar-nos suplicar-Vos com insistência. Peço, Jesus, peço e confio!" S (11-2-52)

"Ó Jesus, ó Mãezinha, ó Pai, ó Espírito Santo, atendei, atendei às minhas súplicas, atendei às minhas preces! Não as digo, minha Trindade adorável, mas mostro-Vos o meu coração: estão lá todas bem presentes. Atendei, Jesus!" S ( 15-8-52 )

"Dai-me, Jesus, o fogo do Vosso santíssimo Coração. Sede Vós a minha força, dai-me a Vossa paz!" S (15-3-46)

"Jesus, estai sempre em mim para que com a Vossa força sofrer, com o Vosso Coração eu amar!" S (24-1-47)

"Ó meu Deus, ó meu Deus, anda o meu espírito a navegar nas trevas, e quase desesperadamente. Compaixão, compaixão, meu Jesus, peço-Vos compaixão!" S (29-10-45)

"O meu grito fica sufocado de tanta dor: parece que não chega ao Céu." S (1-4-49)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

Quinto dia

A alma, ao invocar, sente a necessidade de olhar também para Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe.

ORAÇÃO A MARIA

"As minhas pobres orações não chegam ao Céu; quero-as fazer ricas, valiosas, mas não posso. Peço à querida Mãezinha para falar a Jesus e para tudo Lhe oferecer e dizer e pedir por mim." C (7-11-40)

"O Mãezinha, falai Vós no meu coração e nos meus lábios: tornai mais fervorosas as minhas orações e mais válidos os meus pedidos." A (17)

"Mãezinha, pedi ao Vosso Jesus luz para a Vossa filhinha, pedi conforto para a minha alma!" C (23-6-41)

"Mãezinha, não me abandoneis! Não me deixeis entristecer Jesus! Fazei que eu possa levar a minha cruz, fazei que todos nós possamos levar a nossa cruz com o maior amor, com a maior perfeição!" S (6-6-53)

"O Vosso caminho, Mãe de Jesus,

Dá-me conforto para levar a cruz.

Para levar a cruz nesta amargura,

Por entre trevas, em tanta secura." S (15-12-44)

"Ó Mãezinha, ó Mãezinha, pela Vossa Conceição Imaculada Vos peço: atendei às minhas preces, a todas, a todas as minhas preces; apresentai-as a Jesus e fazei que sejam despachadas a meu favor!" S (6-12-52)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

SEXTO DIA

Para suportar bem a minha dor, crescendo no amor, devo sair de mim mesma, sentir-me envolta na dor universal, invocar por todos os irmãos. "Venerável Alexandrina, ensinai-me!"

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

"Deixo então as minhas tristezas, dores e amarguras, vou pedir por todos os que amo, vou pedir pelo mundo inteiro." S (15-2-45)

"Vejo que todo o mundo é noite, que todo o mundo é revolta. Quero acudir-lhe, quero salvá-lo, e não posso! Como é grande a minha dor! Jesus, vinde e vencei Vós em mim!" S (10-10-47)

"Jesus, recordo-Vos todos os corações que eu amo, todos os corações amigos e inimigos, conhecidos e não conhecidos, fiéis e infiéis, o mundo inteiro!" S (6-9-52)

"Jesus, sede misericórdia que não esquece, mas que ama!" S (27-11-53)

"Peço-Vos, meu Jesus, pela alminhas do Purgatório: pelas das minhas obrigações, pelas que me estão recomendadas, pelas que estão mais perto de ir para o Céu, pelas mais abandonadas - que não têm ninguém que peça por elas - e por todas em geral. Apressai-lhe a hora da Vossa glória!" S (14-4-50)

"Num martírio dolorosíssimo de alma e corpo, nas três horas de agonia (ao reviver a Paixão), fitei o Coração divino do meu Jesus. Como era o dia do seu divino Coração, pedi-Lhe, pelo amor do mesmo Coração, todo o amor, todas as graças, toda a protecção e as bênçãos, não só para mim, mas para todos os que me são mais queridos, para toda a minha família, para todos os que às minhas orações se recomendam e, por fim, para o mundo. Como é bom sofrer, e sofrer tanto, e, ao mesmo tempo, fazer pedidos a Jesus!" S (4-6-48)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

SÉTIMO DIA

O verdadeiro amor a Deus, profundo, exclusivo, leva a alma à confiança n’Ele, ao abandono no Amado por quem se sente amada; daqui, a certeza que a súplica será ouvida, do melhor modo, mesmo se diversamente das expectativas.

ORAÇÃO DE CONFIANÇA, DE ENTREGA

"O desânimo teima comigo, quer vencer; mas eu confio que só Jesus vencerá." C (27-8-39)

"Quando a minha alma está desalentada, nos momentos mais tristes e dolorosos, vou quase para dizer: «Não posso mais! Não posso mais!» Não chego a completar a frase; logo que reflicto o que vou dizer, sai-me do coração um impulso fortíssimo que me obriga a bradar: «Posso, posso, meu Jesus! Posso tudo com a Vossa graça.» " S (5-11-48)

"O meu brado é doloroso: «Creio, Jesus, creio! Amo-Vos, espero e confio.»" S (5-11-54)

"Sede Vós o meu Amigo justo e infalível, Senhor! Confio no Vosso amor e misericórdia infinita." S (31-7-53)

"Mas confio, meu Jesus. Confio mesmo contra tudo, contra toda a morte das minhas esperanças." S (29-8-47)

"Veja eu tudo contra mim, seja eu abandonada por todos, veja eu destruir-se a Terra e por fim o Firmamento, mas não deixe de ter confiança em Vós!" S (27-11-53)

"Eu no meio da minha dor abandono-me nos braços de Jesus e da querida Mãezinha, confiada que estes santíssimos Corações hão de ter compaixão de mim." C (8-6-40)

"Tenho de confiar: não posso ser abandonada por Aqueles em quem só tenho confiado!" S (21-2-47)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

OITAVO DIA

O amor a Deus deve crescer tanto que nos torne capazes de aceitar de bom grado a Sua vontade, mesmo se custa. Custa porque não sabemos ver os acontecimentos com os olhos de Deus. Mas devemos confiar cegamente n’Ele que nos ama, mesmo se não sentimos o seu amor em certos momentos tão difíceis. O nosso modelo deve ser sempre Jesus, mesmo nas horas da agonia no Horto. Devemos chegar, ou ao menos ter como meta, a total conformidade com a vontade divina.

ORAÇÃO DE ACEITAÇÃO

"Custa-me tanto, tanto suportar a dor que me abate, os espinhos que tão dolorosamente penetram no íntimo do coração e da alma! Um «sim», um «seja feita a vossa vontade», ai meu Jesus, vai saindo do coração, embora que abafado pelo peso que o oprime." C (26-6-40)

"Quando estou mais aflita, costumo dizer: «Meu Deus, faça-se em tudo e sempre a Vossa santíssima vontade. Em Vós confio.»" C (4-11-35)

"Está sobre mim a noite mais tempestuosa e triste, mas o meu coração murmura: «Jesus o quer, eu o quero!»" C (11-4-40)

"Jesus, eu não tenho outra vontade a não ser a Vossa, nem outros desejos que não sejam os Vossos também." C (26-12-35)

"Meu Jesus, eu quero tudo, tudo que Vos aprouver. Quero consolar-Vos, quero amar-Vos... Quero fazer em tudo, tudo, a Vossa santíssima vontade." C (26-4-39)

"Que a minha vida seja a Vossa, Jesus; a Vossa divina vontade a minha." C (28-6-39)

ADORAÇÃO E SÚPLICA

Ó Trindade Santíssima, adoro-Vos e agradeço-Vos, porque nos deste o exemplo da beata Alexandrina, gota puríssima do Vosso amor.

Peço-Vos que me ajudeis a imitá-la no seu amor autêntico à Eucaristia, que eu me consuma num anseio sempre mais ardente de me dedicar a Vós e aos irmãos.

Suplico-Vos humildemente que a glorifiqueis com a Canonisaçào e que me concedais, pela sua intercessão, a graça que ardentemente Vos peço... (enunciar o pedido).

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

NONO DIA

Chegados a este ponto, contemplemos o triunfo do amor, que não retira o sofrimento humano, mas ajuda a superá-lo, sublimando-o. A isto somos chamados todos, não só a Venerável Alexandrina, conquanto na sua grande alma heróica se tenham alcançado cumes particularmente elevados. E, com triunfo do amor, explode um "magnificat" belíssimo de admiração e reconhecimento. Sente-se verdadeiramente que (SL 148) «Resplende no universo a glória do Senhor."

ORAÇÃO DO CORAÇÃO E AGRADECIMENTO

"O fogo do coração faz-me ter umas ânsias tão grandes, tão infinitas de amar Jesus, a sua lei e tudo quanto é d’Ele, de amar a Mãezinha e toda a Santíssima Trindade. Quero só pertencer-Lhe inteiramente, consumir-me e desaparecer nesta Divindade. S (23-3-51)

"Sofro e sofro muito. De repente lanço-me em espírito para os braços de Jesus e, muito agarrada a Ele, digo-Lhe: «O que quero é amar-Vos, meu Jesus, e com a Vossa graça vencer a minha dor. Eu sou Vossa, meu Jesus, e não Vos largarei». E, com esta força de vontade de não me separar de Jesus, passa toda a tormenta." S (4-6-48)

"Que união tão íntima eu sentia com o Senhor! Parecia-me não ser deste mundo." C (8-3-35)

"Nadar no Vosso amor é força na cruz.

Quero amar-Vos sempre, quero amar-Vos sempre." S (30-10-53)

"É Jesus quem vence. É Ele que tem permitido eu não cair no desespero. Queria o mundo inteiro e todo o Céu a agradecer por mim ao Senhor; e todo este agradecimento nada é para a minha gratidão a Jesus." S (22-11-46)

"A todo o ser criado que louva o Senhor, eu lhes peço para O louvarem por mim." S (19-3-48)

" Bendito sejais, meu Jesus! O meu eterno obrigado, sempre, sempre, noite e dia!" S (3-4-53)

Seja louvado e agradecido em cada momento o Santíssimo e Diviníssimo Sacramento da Eucaristia!

ALELUIA

A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito exulta em Deus, meu salvador! Louvor e glória a Vós, luz da manhã!

Exalto-Vos, Deus, meu Rei; cantar-Vos-ei para sempre.

Louvai a Deus, céus imensos e infinitos; louvai a Deus, coros eternos dos anjos!

E concluamos com a Venerável Alexandrina:

"O meu coração salta, deixa o mundo. Vê nas alturas a grandeza e o amor do Infinito.

Ah, que sede de perder-me n’Ele! Que sede de dar àquele amor o que deseja!" S (26-7-45)

Glória ao Pai…

Maria, nosso auxílio, rogai por nós!

Pour toute demande de renseignements, pour tout témoignage ou toute suggestion,
veuillez adresser vos courriers à
 :

alexandrina.balasar@free.fr